TOXINA BOTULÍNICA

 

As expressões faciais e a degradação de tecido que ocorre com o passar dos anos criam marcas de envelhecimento. Os sulcos, vincos, rugas e queda dos tecidos da face e pescoço podem ser atenuados com a aplicação de toxina Botulínica, assim como distonias musculares, blefaroespasmos, enxaqueca, bruxismo e sorriso gengival. O tratamento pode visar fins exclusivamente estéticos ou também terapêuticos. 

 

A aplicação do produto é diretamente no músculo que deseja-se relaxar, pontualmente em doses específicas para cada região e para cada paciente, de acordo com a necessidade. Além das linhas da testa, os "pés de galinha" e os vincos entre as sobrancelhas são as regiões de preferência da maioria das pessoas que buscam o tratamento. As doses são pequenas e extremamente seguras. A toxina proporciona uma diminuição na força da contração no local da aplicação, suavisando sulcos e linhas de expressão. O objetivo é conquistar uma aparência mais rejuvenescida e embelezada com aspecto de naturalidade. O profissional habilitado e capacitado realiza a técnica de acordo com a espectativa do paciente, podendo deixar os resultados naturais, sem a impressão de congelamento da região tratada. 

 

Considerado sinônimo de beleza e bem estar, a aplicação de toxina botulínica é o procedimento estético mais realizado no Brasil e no mundo, utilizado por mulheres e homens. Cada vez mais as pessoas recorrem ao tratamento preventivo, que como o próprio nome diz, busca reduzir marcas de idade antes mesmo que elas se tornem incômodas e profundas. 

         

A idade para começar o uso deste produto é variável, e cada caso é único, porém quem apresenta vestígios de rugas de expressão possui indicação para iniciar o tratamento, desacelerando a evolução de um processo que se agrava exponencialmente. 

 

Cada vez mais a beleza está vinculada com a naturalidade e qualquer excesso pode resultar em efeitos plastificados, contrário a uma harmonização facial natural.

 

Além das aplicações clássicas no terço superior da face, utilizamos também as técnicas avançadas de aplicação de toxina botulínica, suavizando rugas no pescoço. Podemos proporcionar um “Mini Face Lift”. (Efeito Nefertite)

 

Outras aplicações com a toxina botulínica realizada em nossa clínica é o tratamento para suor excessivo (Hiperidrose) e Bruxismo. (Leia no menu TRATAMENTOS sobre estes procedimentos, inclusive sobre o Efeito Nefertiti.

 

Existem diversas marcas no mercado que variam muito na durabilidade e obtenção dos resultados. As mais famosas são as toxinas que foram mais estudadas, que geram resultados mais previsíveis e são as mais seguras. Na clínica Dal Pizzol zelamos primeiramente pela segurança e nos comprometemos com a obtenção dos resultados almejados. Nesta e em todas as outras técnicas realizadas na clínica Dal Pizzol utilizamos as marcas líderes no segmento, contemplando eficácia, eficiência e segurança.

 

Saiba mais: 

A marca americana da toxina botulínica foi a primeira a ser liberada para uso estético (em rugas de expressão), por isso é a mais conhecida. 

Nos Estados Unidos ela foi aprovada em 2002 pelo FDA (Food and Drug Administration) para o uso cosmético e em 2004 para hiperidrose.

Até hoje é a única marca de toxina botulínica tipo A aprovada para este fim nos Estados Unidos.

Fonte: wikipedia.com

 

Origem:

No final da década de 60, o oftalmologista americano Alan B. Scott, que buscava alternativas para o tratamento não cirúrgico do estrabismo, obteve do Dr. Edward J. Schantz, amostras da toxina botulínica tipo A para testá-la em músculos extra oculares de macacos. A experiência foi bem sucedida e Scott publicou seu primeiro trabalho sobre o assunto em 1973, confirmando a toxina botulínica tipo A como uma alternativa eficaz para o tratamento não cirúrgico do estrabismo.

Ainda na década de 70, Scott recebeu autorização do FDA (Food and Drug Administration), órgão que regula o setor de medicamentos dos Estados Unidos para utilizar a toxina em seres humanos, conduzindo estudos durante os anos de 1977 e 1978. Ele descobriu que o produto, quando injetado, relaxava os músculos. Deduziu então que uma aplicação local – em determinados músculos – interrompia momentaneamente o movimento muscular anormal e, dessa forma, corrigia o problema. Foi a partir do uso terapêutico, que surgiu o uso cosmético. Quando o casal canadense Jean e Alastair Carruthers, oftalmologista e dermatologista respectivamente, observou a melhora das rugas em pacientes tratados para indicações terapêuticas, como blefaroespamo, iniciaram os primeiros estudos na área. Deste então, o uso cosmético da toxina botulínica tipo A evoluiu e se expandiu em todo mundo.

Fonte: wikipedia.com

 

            

As informações contidas neste site têm caráter informativo e de nenhuma forma devem ser utilizados para autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Consulte sempre um profissional habilitado.

 

(51) 3592-6006 | (51) 3572-2503 | contato@clinicadalpizzol.com.br